Carregando, aguarde...

Metra
(11) 4390 3800
atendimento@metra.com.br
  • Notícia
  • >
  • IEA prevê 140 milhões de veículos elétricos em 2050
IEA prevê 140 milhões de veículos elétricos em 2050
6 de fevereiro de 2017

IEA prevê 140 milhões de veículos elétricos em 2050

A Agência Internacional de Energia (IEA) afirma, em relatório recente, que a frota global de veículos elétricos poderá chegar a 140 milhões de unidades em 2050, superando as previsões do Acordo de Paris.

A meta da Conferência Sobre Mudanças Climáticas (COP12) realizada na capital da França, em dezembro de 2015, era de 100 milhões de VEs até o meio do século.

A nova previsão consta do último relatório da IEA, o Global EV Outlook 2016, divulgado no final do ano passado.

Segundo a IEA, a projeção da COP12 pode ser superada por causa da rápida evolução do mercado mundial de veículos elétricos, que multiplicou-se por 100 entre 2010 e 2015.



Metas nacionais

A maioria dos países signatários do Acordo de Paris – entre eles, Estados Unidos, China e Brasil – assumiu compromissos de corte das emissões de gases do efeito estufa.

O objetivo é reduzir o ritmo de aumento do aquecimento global para menos de 2º graus centígrados nas próximas décadas.

Muitos países anunciaram metas concretas de mudança da matriz de combustível do transporte público e particular.

Áustria, Dinamarca, França, Holanda, Portugal e Reino Unido declararam que pretendem ter uma frota de veículos elétricos superior a 10% da frota total de cada país, até 2020.

China, Alemanha, Irlanda, Japão e oito estados americanos (Califórnia, Connecticut, Maryland, Massachusetts, Nova York, Oregon, Rhode Island e Vermont) assumiram o compromisso de chegar a um estoque de VEs entre 5% e 10% dos respectivos totais, em 2020.

Os países escandinavos – sempre na liderança dos programas de sustentabilidade ambiental – foram os mais radicais.

Dinamarca, Noruega e Suécia fixaram a ambiciosa meta de plena descarbonização de suas economias até 2050 – portanto, mudando a matriz energética não apenas dos transportes. Finlândia comprometeu-se com 80%.

Projeções

A Declaração de Paris projeta uma frota global de 20 milhões de VEs em 2020, de 40 milhões em 2015 e de 100 milhões em 2050.

Já o cenário da Agência Internacional de Energia é mais ambicioso.

Para atingir a meta de até 2ºC de aquecimento global, a agência da OCDE projeta uma frota de 20 milhões de VEs em 2020, de 60 milhões em 2025 e de nada menos do que 140 milhões em 2050.

Ainda que não sejam alcançadas exatamente conforme as previsões, o impacto dessas metas já representa um portentoso desafio para as lideranças políticas de todos os países e uma imensa oportunidade para a economia global.

Comente!