O resultado se refere ao do IQC – Índice de Qualidade pelo Cliente, de 2017, feito pela EMTU

É o que mostra o mais recente IQC – Índice de Qualidade pelo Cliente, que faz parte do IQT  – Índice de Qualidade do Transporte, referente à divulgação de 2017.

O IQT é uma medição anual feita pela EMTU – Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos nas regiões metropolitanas de São Paulo, Campinas, Baixada Santista, Sorocaba e Litoral Norte e Vale do Paraíba, onde gerencia ônibus e VLT – Veículo Leve sobre Trilhos, no caso da ligação entre Santos e São Vicente.

O índice de aprovação pelos usuários é maior que dois ciclos anteriores: 82,5%, em 2015 e 84,6% em 2016, ambos os anos liderados pela Metra também.

A empresa Metra opera os 33 quilômetros de corredor entre São Mateus, na zona Leste de São Paulo, e Jabaquara, na zona Sul da capital paulista, passando pelas cidades de Santo André, Mauá (Terminal Sonia Maria), São Bernardo do Campo e Diadema. Também opera a extensão entre o Terminal Diadema e o Brooklin, na zona Sul de São Paulo.

Para a empresa, o resultado se deve a um conjunto de diversos fatores, como investimento em frota, gestão automatizada, canais de relacionamento com o passageiro, meio ambiente e valorização dos funcionários.

A frota de aproximadamente 280 veículos é composta de ônibus comuns, de 15 metros, articulados de 18 metros e superarticulados de 23 metros, que têm maior capacidade. Dentro desta frota total, há em torno de 90 ônibus não poluentes ou menos poluentes, como trólebus, elétricos e híbridos. A empresa também opera um Dual Bus, veículo de 23 metros que funciona como híbrido e trólebus, e vai colocar em circulação outro Dual Bus, de 13,2 metros, que congrega as tecnologias híbrida e elétrico puro.

Quanto ao meio ambiente, além da operação de veículos menos poluentes, há iniciativas como o reuso de água, que poupa mais de 10 milhões de litros por ano, e o Corredor Verde, que desde 2008 foi responsável pelo plantio de 10 mil mudas de árvores ao longo dos 33 quilômetros do eixo principal do Corredor ABD. Até o final deste ano, devem ser plantadas mais 600 mudas.

Na questão do relacionamento com o passageiro e a comunidade, além de ações sociais, como a que ocorre no Dia de Fazer a Diferença, há canais de comunicação como o novo site, lançado neste ano e as mídias sociais, além do tradicional número telefônico. Nas mídias sociais, um dos destaques é a série de programas chamada “Por Dentro da Metra”, no Facebook e Youtube, que mostra os diversos setores da empresa em ação. Muitas pessoas, quando veem os ônibus nas ruas não têm noção da equipe necessária com profissionais de diversas áreas, do trabalho e dos investimentos realizados para a prestação dos serviços.

Sobre a valorização dos funcionários, a empresa aplica cursos constantes de capacitação e é responsável por ações como apoio médico e social. Na garagem, em São Bernardo do Campo, há uma academia e uma clínica de fisioterapia e acupuntura, com atendimento gratuito. Os profissionais e acupuntura e fisioterapia, Alex Raspa e Rebeca Dantas, também vão aos terminais realizar atendimentos para os funcionários que pouco passam pela garagem.

Também há o “Funcionário Padrão”, uma premiação anual para os que se destacaram na empresa. Até cruzeiros marítimos e viagens internacionais foram dados aos trabalhadores.

Neste ano, a Metra completou 20 anos de operações no Corredor Metropolitano ABD.

Do Diário do Transporte. Acesse em: diariodotransporte.com.br