Óleo usado em fritura sai da cozinha para o motor

O Brasil produzirá 8,5 milhões de toneladas de óleo de soja em 2018. Do total, 7,7 milhões ficam no país, e boa parte vai para frituras. O óleo usado em frituras tem grande importância na produção de biodiesel, mas ainda vai para o ralo. A consequência é duplamente ruim: esse óleo gera uma poluição sem retorno —ao contrário de lata e papelão, que podem ser reciclados, mesmo quando estão no lixo.

Além disso, esse óleo poderia ser usado na produção de biodiesel, um combustível que é misturado ao diesel. Como reverter a situação? “O desafio é grande, mas há um processo de conscientização em andamento”, diz Márcio Barela, coordenador de sustentabilidade da Cargill. Ele acredita que parte da população não tenha essas informações. Outra tem, mas ainda descarta o óleo usado. Cresce, porém, os que se sensibilizam com a reciclagem.

Os pontos de coletas aumentam e estão principalmente nas redes de supermercados. Barela acredita que não basta, porém, só conscientização. É necessário um programa de incentivo. Pelo menos 77% da produção de biodiesel vem de óleo de soja. O óleo de fritura participa com apenas 1%. A composição é maior em algumas regiões. Dos 210 milhões de litros de biodiesel produzidos pela JBS Biodiesel, em 2017, 20 milhões vieram de óleo de fritura.

A empresa investiu R$ 5,5 milhões para ampliar a coleta, feita em 20 municípios da região de Lins (SP).

 

De Folha de São Paulo em 09/01/2018

Link da matéria original: www1.folha.uol.com.br/colunas/vaivem/2018/01/1948969-exportacao-de-carne-bovina-para-china-supera-a-de-aves.shtml